As preferidas deles

Todos os anos, o site masculino Ask Men elabora um ranking para definir quais são as melhores cidades para um homem viver. Pesam, de maneira diferente, a vida noturna, o custo de vida, o clima, as possibilidades laborais e, claro, as chances de paquera.

Veja quais são as escolhidas:

1 – Nova York, EUA

Nem o clima (claro!) e nem vida profissional: o que soma 20/20 pontos para a Grande Maçã é a vida noturna, puxada pela excelência dos restaurantes, nem sempre de preços absurdos. Mas as atrações durante o dia não ficam por menos. Há tantas opções que quase poderia se dizer que são demais: comida, entretenimento e esportes. Os passeios ao ar livre, com grandes parques e vizinhanças fartas em verde, somam também pontos que levam Nova York à liderança.

2 – Melbourne, Austrália

Pelo baixo custo de vida, as atividades diurnas e a qualidade do ar, Melbourne mereceu o segundo lugar na lista. Os locais afirmam que a cidade é a capital cultural do Hemisfério, e têm argumentos para defender a ousada afirmação. Em esportes, há futebol, F1 e uma grande oferta de espaços públicos para curtir bike e caiaque.

3 – Tóquio, Japão

A cidade é cara e não tem boa oferta de ar livre, mas a gastronomia, durante o dia e à noite, lhe garantem o terceiro lugar no pódio. Steven Spielberg é mencionado como um dos fãs do Ginza Kyubey, apenas um entre os muitos restaurantes de sushi da cidade. O Fashion Bar é o local descolado para beber na companhia de uma possível futura estrela das passarelas.

4 – Madri, Espanha

Comida, compras, museus e arte: a combinação que garante à outrora pacata capital espanhola o quarto lugar entre as melhores cidades para se morar. A noite começa às 23h e segue até às 6h, o que faz de Madri uma cidade que, como Nova York, não dorme. Bares como o Demode ou locais vibrantes como o Moma56 ou Pacha garantem altas baladas.

5 – Londres, Reino Unido

Os pubs de Tottenham Court oferencem uma experiência autenticamente british ao visitante: cerveja bem tirada e ambientes carregados e barulhentos. Londres é a quinta melhor cidade para um homem viver segundo o site, e nisso conta fortemente a qualidade de sua oferta noturna, com jazz, teatro, cinema e clubes. Ainda que no quesito paquera a pontuação não seja das mais altas: 7,6/10.

6 – Cidade do Cabo, África do Sul

O clima (9,5 pontos) e a qualidade da vida ao ar livre são os grandes destaques da Cidade do Cabo, cidade que este ano ganha grande visibilidade por conta da Copa do Mundo. As praias são excelentes, mas há também um belo jardim botânico, trilhas e estradas panorâmicas espetaculares. Em termos de gastronomia, a escolha é rica e variada, e os vinhos do pais só fazem é melhorar, mantendo preços adequados. Ponto negativo: a vida profissional, muito abalada por uma taxa de desemprego de 24%.

7 – Miami, EUA

Um i-Pod é mais barato em Miami do que na maioria das cidades, e a mesma coisa ocorre com um Nissan 370Z. A vida de praia é das melhores do mundo, com gente bonita caminhando, jogando vôlei ou andando de roller. E a noite ferve, com desfile de corpos sarados e a superabundância de silicone. Isso tudo faz com que Miami ocupe a sétima posição no ranking.

8 – Buenos Aires, Argentina

Los hermanos mereceram um lugar no top ten, e foi pela combinação de uma ótima balada, a gastronomia excelente e (pasme!) o clima. A diversidade cultural merece destaque, sob o mote “Buenos Aires siempre cambia”. As artes somam, com os festivais de tango, as exposições e os novos e velhos museus. Contra joga a vida profissional, mas não é por conta das crises e sim, das férias, de apenas 14 dias ao ano.

9 – Sydney, Austrália

Mais uma cidade australiana nos postos altos do ranking: o clima é excelente, o custo de vida relativamente baixo e a natureza garante uma saudável e rica vida ao ar livre. Sydney é terra de surfistas, mas há também rugby, futebol e esportes radicais. E se as garotas na praia não são (mesmo!) de se jogar fora, há outras atrações como as exposições de artes e tecnologia.

10 – São Francisco, EUA

A cidade não é cara e tem boas atrações durante a noite e, sobretudo, de dia, especialmente no que diz respeito às artes. Mas o que merece destaque especial em Frisco é a vida ao ar livre. Aberta sobre uma baía, a cidade oferece incontáveis opções de passeios, como por exemplo uma escapada de bike ao Mount Diablo. E um final de semana de degustações de vinho no Napa Valley fica a apenas 45 minutos do centro.

Ai você se pergunta onde o Brasil entra nisso. Pois é, a única cidade brasileira a fazer parte do ranking é São Paulo, e ainda assim, na 16º posição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: